Suche
Generic filters
Nur genaue Treffer
Suche im Titel
Suche im Inhalt
Suche in Zusammenfassung
Chapinhas im Test auf ExpertenTesten.de
5 Produtos testados
19 Horas investidas
9 Estudos avaliados
7755 Leia as resenhas

ūü•á Melhor Chapinha de 2021 - Comparativos, Reviews & muito mais

Já se foi o tempo em que o uso da chapinha era condenado por especialistas em cabelo. Na verdade, hoje já existem diversos produtos que, além de alisar e modelar os fios, também ajudam a proteger as madeixas dos danos causados pela alta temperatura. Nosso time testou diversos produtos para desvendar quais são as melhores chapinhas do mercado que entregam alta qualidade e tecnologia.

Maria Luiza
Maria Luiza Veiga

Maria Luiza √© uma jornalista olindense que adora testar; produtos de sa√ļde e beleza, de vida saud√°vel e receitas de drinks s√£o algumas das especialidades. Aos finais de semana, os alvos s√£o os restaurantes no aplicativo de delivery. J√° trabalhou para grandes ve√≠culos de imprensa em Pernambuco, tendo como uma de suas experi√™ncias favoritas escrever sobre gastronomia e beleza para uma coluna social. A pernambucana possui forma√ß√£o adicional em coquetelaria, estuda franc√™s e se dedica a experimentar, avaliar e classificar marcas e produtos como parte do time Experts Testam.

Mais sobre Maria Luiza

Chapinha Lista com os melhores 2021

Chapinha Test

Última atualização em:

Filter aktivieren > √Ąhnliche Vergleiche anzeigen
Recomendação

TESTAMOS V√ĀRIAS CHAPINHAS E ESTAS S√ÉO AS 10 MELHORES DE 2021

Atualmente, as chapinhas possuem tecnologias que prometem milagres para os fios. Ap√≥s testes, descobrimos quais cumprem o prometido e s√£o as melhores op√ß√Ķes para voc√™.

 

O que é uma chapinha?

Modelo de chapinha

A chapinha √© um aparelho utilizado para modificar a estrutura do cabelo atrav√©s do calor direcionado em altas temperaturas. Chapinha, alisador de cabelo, prancha e chapa s√£o sin√īnimos para o mesmo produto. Existem duas finalidades distintas mas que podem ser encontradas no mesmo produto: alisar ou cachear – para esta segunda finalidade, tamb√©m podemos chamar de ‚Äúbabyliss‚ÄĚ. O seu sistema de aquecimento j√° foi similar ao de um ferro de passar roupas, por√©m, gra√ßas aos v√°rios estudos e testes dos √ļltimos anos, a sua tecnologia evoluiu para a chapinha como conhecemos hoje: mais do que apenas esquentar e alisar os fios, √© um tratamento para eles.

 

Como uma chapinha funciona?

A estrutura da chapinha √© muito b√°sica: s√£o duas placas, conhecidas como ‚Äúpranchas‚ÄĚ, que se juntam quando fechadas e um cabo para segurar enquanto a movimenta. Ap√≥s ligar a chapinha na eletricidade, essas duas pranchas s√£o aquecidas e, depois do tempo indicado no seu medidor de aquecimento ou manual de instru√ß√Ķes, o pr√≥ximo passo √© colocar o cabelo entre ambas as placas e pressionar. Ap√≥s a press√£o, basta deslizar a chapinha do couro cabelo at√© as pontas, uma mecha de cabelo de cada vez..

Com temperaturas que v√£o desde 50¬į at√© mais de 200¬į graus, a prancha aquecida faz com que mudan√ßas f√≠sicas e qu√≠micas aconte√ßam na estrutura capilar. Para que o cabelo fique liso, as c√©lulas mortas de queratina e prote√≠na que fazem parte da composi√ß√£o do cabelo s√£o desidratadas e amolecidas; a partir disso, o cabelo fica com a apar√™ncia de liso. A chapinha tem a capacidade de alisar os cabelos de maneira r√°pida, eficaz e sem a necessidade de outros produtos.

 

Vantagens e Aplica√ß√Ķes

Opção de chapinha

N√£o faz muito tempo que a chapinha era considerada um produto que fazia mal ao cabelo das mulheres. Contudo, com os avan√ßos tecnol√≥gicos, ela mudou completamente de patamar e hoje √© uma aliada para a sa√ļde capilar. Uma das suas grandes vantagens √© permitir que os fios sejam alisados uniformemente, sem que uma parte receba mais calor do que as demais. Todavia, √© atrav√©s do material o qual suas pranchas s√£o feitas que podemos dizer quais s√£o as melhores vantagens de cada mat√©ria-prima. As mais populares e que ajudam nos cuidados com as madeixas s√£o as de tit√Ęnio, cer√Ęmica, turmalina e at√© safira.

Existem, atualmente, chapinhas que além de alisar emitem íons, ideais para fechar cutículas dos fios, deixando os cabelos com mais maciez, assim como as de infravermelho que prometem acrescentar brilho ao resultado final, dentre outras tecnologias.

No quesito aplica√ß√£o, sua praticidade tamb√©m √© uma grande vantagem. Seu modo de usar √© descomplicado e descrito no manual. Al√©m disso, possui v√°rios tamanhos, inclusive op√ß√Ķes que cabem em uma pequena bolsa e s√£o perfeitas para viagens ou at√© mesmo retoques simples na franja durante uma festa.

 

Quais os tipos de chapinha à venda no mercado?

O universo da beleza capilar √© repleto de op√ß√Ķes de chapinhas. N√≥s entendemos como pode ser dif√≠cil, especialmente para algu√©m que est√° comprando pela primeira vez, escolher qual a melhor chapinha. Considerando o material usado nas pranchas, para delimitar as melhores op√ß√Ķes do mercado, fizemos testes com diversos modelos diferentes para, ap√≥s an√°lises e experimentos, chegarmos aos melhores.

Por muitos anos as pranchas de alumínio foram as mais conhecidas, mas esse não é mais o melhor material para alisar os cabelos. As pranchas de alumínio agem como o ferro de passar roupas; o aquecimento acontece de maneira desigual na placa, fazendo com que seja necessário passar a chapinha de forma repetida, o que pode vir a danificar os fios.

Alisando com chapinha

Alisando com chapinha

Das melhores mat√©rias-primas, temos as feitas de cer√Ęmica. A cer√Ęmica cobre o alum√≠nio e se torna uma capa contra seus efeitos negativos. Nela, o calor √© repassado de maneira uniforme e suave, diminuindo as chances de fios danificados ap√≥s entrarem em contato com a cer√Ęmica. Ela √© capaz de fechar as cut√≠culas capilares e deixar um brilho nos cabelos, al√©m de ter potencial anti-frizz.

J√° as de tit√Ęnio, t√£o populares nos dias de hoje, contam com a mesma pot√™ncia de calor uniforme. Entretanto, o tit√Ęnio √© capaz de deter temperaturas mais altas, sendo ideal para cabelos mais cacheados ou com fios mais grossos. As pranchas de tit√Ęnio tamb√©m s√£o famosas por reduzir a a√ß√£o de fungos, bact√©rias e radicais livres nos cabelos.

Outros dois materiais bem aceitos s√£o a safira e a turmalina. A safira desliza com mais delicadeza por sua placa extra-lisa e diminui a quebra, mas n√£o √© a mais apropriada para cabelos cacheados. A de turmalina possui uma tecnologia muito similar a de tit√Ęnio, aquecendo de forma r√°pida e sendo boa para controle de frizz.

Al√©m desses, existem outros pontos a serem considerados que independem do material que reveste as placas, como: emiss√£o de √≠ons negativos (excelente anti-frizz); emiss√£o de infravermelho (ele age nas mol√©culas de √°gua paradas do cabelo e elimina as toxinas que deixam o cabelo pesado); luz LED (ajuda a revitalizar o cabelo), nanotecnologia e PTC (manuten√ß√£o da temperatura) s√£o alguns exemplos. √Č importante refor√ßar que os melhores modelos do mercado possuem n√£o s√≥ uma mas v√°rias dessas tecnologias presentes.

 

As maiores vantagens das chapinhas:

  • Alisam o cabelo de maneira saud√°vel;
  • Maior controle de temperatura;
  • Muitas op√ß√Ķes adequadas para cada tipo de cabelo;
  • S√£o f√°ceis de usar, sem precisar de muitas instru√ß√Ķes;
  • Pr√°ticas, podem ser levadas para v√°rios lugares;
  • N√£o deixam o mesmo frizz que outros transmissores de calor, como o secador;
  • Podem ser utilizadas para fazer penteados;
  • D√£o brilhos e maciez aos cabelos, gra√ßas √†s suas novas tecnologias;
  • Em alguns casos, podem at√© cachear os cabelos tamb√©m.

 

O maior guia de compras sobre chapinhas

Chapinha Philco

Chapinha Philco

Com tantos bons tipos de chapinha √† venda, √© dif√≠cil escolher qual a melhor. Se voc√™ est√° querendo comprar uma prancha para si ou at√© mesmo para presentear algu√©m e est√° com muitas d√ļvidas, voc√™ veio ao lugar certo! Depois de muitos estudos, n√≥s fizemos an√°lises de manuais de instru√ß√£o, comparativos, at√© chegarmos aos testes pr√°ticos e decidirmos a nossa opini√£o quanto aos grandes vencedores.

Veja a seguir a compara√ß√£o das melhores chapinhas e qual √© a melhor dentre as diversas testadas. Nosso guia de compras deve servir de b√ļssola para te orientar na sua decis√£o final. Ainda que o mercado esteja cheio de op√ß√Ķes, nosso comparativo prova que apenas algumas podem ser consideradas as melhores para alisar o cabelo sem danific√°-lo.

 

Para começar, estes são os cinco principais problemas que encontramos após a avaliação das chapinhas:

Ter poucas op√ß√Ķes de controle de temperatura;

A temperatura √© a palavra chave quando falamos de alisadores e vamos explorar esse t√≥pico mais de uma vez. Algumas chapinhas testadas s√≥ tinham duas op√ß√Ķes de temperatura, enquanto que outras possu√≠am 15. Cada cabelo precisa de um tratamento individual, ent√£o a quantidade de calor emitida pelo aparelho √© extremamente importante. Por exemplo, se um cabelo muito liso for alisado com uma chapinha a 250 graus, ele poder√° sair bastante danificado. Analise sempre se a prancha possibilita um controle manual de temperatura antes de escolher uma. Seus fios agradecem.

 

Não mostrar a temperatura e/ou nível de aquecimento;

Ainda mais danoso do que ter poucas possibilidades de controlar a temperatura, √© uma chapinha que n√£o mostra a temperatura que alcan√ßa ou seu n√≠vel de aquecimento. Al√©m de danificar a fibra capilar, isso tamb√©m n√£o traz seguran√ßa no momento do manuseio, j√° que o aparelho pode estar muito quente sem voc√™ saber. Assim, voc√™ pode acabar queimando a pele da m√£o, uma regi√£o bem sens√≠vel e dolorosa. Opte por alisadores que detalham estas informa√ß√Ķes, eles trazem mais confiabilidade ao produto em ambos os aspectos mencionados.

Aten√ß√£o para a sigla PTC, que significa ‚ÄúPositive Temperature Coefficient‚ÄĚ, traduzida como o sistema de aquecimento r√°pido e constante. As chapinhas com tecnologia PTC contam com um menor gasto energ√©tico.

 

Não ter trava de segurança;

Esse n√£o √© um aspecto muito considerado antes de comprar uma chapinha, embora sua import√Ęncia seja gigante, especialmente para quem possui crian√ßas em casa. A trava de seguran√ßa garante um uso mais protegido do produto e diminui as chances de acidentes indesejados com o alisador.

 

Vir com cabos curtos demais;

Apesar da nossa an√°lise ser baseada em chapinhas de uso dom√©stico e n√£o ter o foco em usos profissionais, como sal√Ķes de beleza, o tamanho do cabo √© algo que deve ser avaliado. Conhecendo a sua casa e as tomadas, essa √© uma decis√£o extremamente individual. Se certifique de que haver√° uma tomada pr√≥xima de onde voc√™ pretende usar a chapinha e, se poss√≠vel, prefira modelos com cabos maiores, com pelo menos 2 metros.

 

Voltagem é importante;

A opção ideal é o modelo bivolt, especialmente se você pretende levar ela consigo em viagens ou eventos e não sabe qual a voltagem do local. Com ela não tem erro! Seja 110V ou 220V, a sua chapinha irá funcionar. Se você não tiver certeza se ela é bivolt ou de sua voltagem, tenha muito cuidado ao conectá-la na tomada, seja com choques ou ainda um curto-circuito que danifique o aparelho alisador.

 

Como os consumidores podem testar a chapinha imediatamente após a compra?Usando a chapinha

Assim que estiver com a chapinha em m√£os, a primeira coisa que deve prestar aten√ß√£o deve ser o manual de instru√ß√Ķes. Nele, voc√™ vai conseguir saber com detalhes sobre a voltagem, temperatura, aquecimento da base, dentre outros pontos importantes para n√£o levar um susto assim que ligar a prancha na eletricidade.

Depois de ter ci√™ncia das informa√ß√Ķes necess√°rias, basta ligar de acordo com as instru√ß√Ķes e fazer o primeiro teste de mecha. Certifique-se de que n√£o h√° nenhuma falha aparente com uma inspe√ß√£o visual como, por exemplo, defeitos no cabo ou danos como arranh√Ķes nas placas que comp√Ķem a prancha.

Logo ap√≥s o primeiro teste, fa√ßa uso nos dias posteriores. A pol√≠tica de troca varia de cada empresa, mas elas costumam ser flex√≠veis, especialmente para compras feitas na internet, em que voc√™ n√£o consegue ter nenhum acesso pr√©vio ao produto, n√£o podendo analisar antes da compra. Contudo, seguindo as indica√ß√Ķes deste guia, a sua chance de acertar a compra vai ser gigante!

 

Quais s√£o os 5 pontos mais importantes que os consumidores precisam saber quando v√£o comprar uma chapinha?

Identificar seu tipo de cabelo para poder escolher a melhor prancha

Antes da compra, é preciso que você conheça o seu tipo de cabelo. Como cada cabelo possui uma fibra diferente e suas particularidades, cada prancha age diferente. Então, é preciso saber qual seu tipo de cabelo e o que você deve buscar em uma chapinha. Um cabelo mais fino e sensível pode se beneficiar mais de uma prancha de safira, por exemplo; enquanto que um mais ressecado consegue ter um aspecto mais saudável a partir de raios infravermelhos.

 

Definir se a largura da prancha ser√° larga ou fina

Uma outra escolha bem importante é se a prancha será larga ou fina, pois a largura é fundamental, dependendo da sua necessidade. A opção mais larga é a melhor para cabelos maiores e mais cacheados, ou ainda quando se precisa de mais agilidade no aquecimento. Usando mechas mais grossas, o tempo é reduzido. Já as mais finas são perfeitas para cabelos curtinhos, franjas ou retoques em fios menores, além de serem mais leves no quesito peso.

 

Escolher se o cabo deve ser giratório ou fixo

T√£o individual quanto a temperatura e a escolha da tecnologia de tratamento, √© a possibilidade de manuseio do cabo. De modo geral, as pessoas optam por cabos girat√≥rios, pois estes se adequam aos movimentos diversos que s√£o feitos durante uma ‚Äúpranchada‚ÄĚ. Poder colocar a chapinha em v√°rias posi√ß√Ķes torna o processo mais r√°pido e f√°cil, sem falar que diminui o risco de acidentes. Por outro lado, h√° quem prefira ele fixo e mais limitado, at√© por costume de modelos anteriores que s√≥ possibilitam essa op√ß√£o.

 

Optar por acessórios

Cachos com chapinha

Cachos com chapinha

Alguns temas não são tão famosos quando falamos de pranchar o cabelo, mas a maioria das mulheres já triscou a chapinha na orelha. Alguns acessórios importantes são os protetores de orelha e suportes térmicos. O primeiro age cobrindo a orelha e reduzindo bastante a chance de contato com a superfície quente. O segundo é ideal para apoiar a prancha enquanto ela está quente.

 

Preços diversos no mercado

O pre√ßo da chapinha n√£o √© o fator decisivo, j√° que excelentes op√ß√Ķes do mercado nem sempre s√£o as mais caras. Tenha em mente que uma chapinha vai durar por muitos anos e √© um investimento que vale a pena, pois seu cabelo merece o melhor.

 

TAIFF

Uma marca brasileira, a Taiff é um nome de peso Рtalvez um dos mais fortes Рno segmento de secadores e chapinhas profissionais e para uso em casa há mais de 30 anos. A empresa revolucionou o mercado de várias maneiras: a primeira, foi sendo a primeira chapinha do Brasil. Daí em diante,a marca continuou como pioneira, sendo a primeira no País a trazer a tecnologia de íons negativos, e também a ter em um mesmo secador os íons negativos e positivos. O Brasil ficou pequeno para a Taiff, que segue com planos de expansão e já é vendida em diversos países no mundo.

 

GA.MA ITALY

A GA.MA Italy nasceu na cidade de Bolonha, na It√°lia, em 1969. O marco da empresa foi seu primeiro ato: criar a primeira prancha de alisamento a n√≠vel mundial. Uma curiosidade: ‚ÄúGA.MA‚ÄĚ s√£o as iniciais de Mario Gardini, criador do produto e fundador da empresa. H√° 15 anos no Brasil, a GA.MA √© uma das l√≠deres de mercado a n√≠vel local e mundial, em diversos produtos como chapinha, secadores e outros voltados para a beleza. A marca √© uma das favoritas dos profissionais de beleza e traz tamb√©m aparelhos voltados para a praticidade e facilidade do uso dom√©stico.

 

MONDIAL

A Mondial √© uma marca brasileira especializada em eletrodom√©sticos port√°teis. Ela nasceu h√° poucos anos se comparada √†s outras; seu in√≠cio foi em 2000, pouco mais de 20 anos depois, ela √© refer√™ncia em diversos segmentos, inclusive no ramo da beleza, com seus secadores e pranchas. A m√°xima da empresa √© de fornecer eletroport√°teis que tenham ‚Äúum design moderno, qualidade e pre√ßo acess√≠vel‚ÄĚ; suas pranchas de alisamento capilar seguem o mesmo mote e s√£o reconhecidas por isso. Al√©m desses tr√™s pilares, a empresa tem um grande foco na assist√™ncia t√©cnica para os seus produtos, tendo 700 pontos em todo o territ√≥rio nacional.

 

ARNO

Uma companhia originalmente brasileira que nasceu em 1940, a Arno j√° foi unicamente especializada em fabricar motores el√©tricos. Sua hist√≥ria de expans√£o come√ßa pouco depois, em 1947, quando ela foi respons√°vel pela fabrica√ß√£o dos primeiros eletrodom√©sticos do Brasil, como o liquidificador e a panela de press√£o. Em 1997, ela foi assumida pelo grupo franc√™s SEB e hoje tem quatro f√°bricas espalhadas no pa√≠s e um nome refer√™ncia quando o assunto √© chapinhas. Por ter transferido a confiabilidade e seguran√ßa de outros produtos da marca diretamente para o segmento de beleza, suas op√ß√Ķes no mercado n√£o ficam para tr√°s ante as internacionais.

 

LIZZE

Criada em 2008 com o prop√≥sito de atender sal√Ķes de beleza com seus produtos, a Lizze patenteou no pa√≠s um equipamento de tratamento capilar com tecnologia a laser. Tamanho o sucesso do equipamento, a marca come√ßou a desenvolver outros produtos nesse mesmo segmento, como chapinhas, m√°quinas de corte e secadores. Desde ent√£o, a empresa n√£o parou sua produ√ß√£o! Por outro lado, seguiu expandindo sua quantidade de produtos nesse mesmo segmento, bem como as tecnologias usadas neles. Hoje, a empresa j√° ganhou todo o territ√≥rio nacional e pretende ganhar ainda mais espa√ßos com novas pranchas a serem lan√ßadas muito em breve.

 

BRIT√āNIA

A marca come√ßou pequena e s√≥ produzia fog√Ķes e m√≥veis met√°licos. Depois, em 1956, tratou de produzir tamb√©m outros eletrodom√©sticos. Hoje, a Brit√Ęnia considera o c√©u o seu limite: j√° s√£o mais de 350 produtos de diferentes segmentos sendo produzidos em suas f√°bricas. A empresa adquiriu os direitos da Philco no Brasil em 2007 e possui os selo de modernidade e inova√ß√£o em suas unidades fabris. Estando em praticamente todos os lares do Brasil (98%, segundo dados da pr√≥pria empresa), a Brit√Ęnia busca fortalecer sua experi√™ncia do produto e usabilidade, tendo cada vez mais um olhar voltado para as suas pranchas de cabelo.

 

PHILCO

A Philco √© uma companhia de produtos eletr√īnicos que nasceu nos Estados Unidos, em 1892. Seus primeiros produtos em nada se assemelhavam aos refinados alisadores com diversas tecnologias da empresa. Eram r√°dios e radares, muitos deles usados durante a Segunda Guerra Mundial. Sua chegada no Brasil foi da mesma forma, com foco em aparelhos de r√°dio e jogos. Sua expans√£o para o segmento de produtos para cabelos s√≥ se deu com a devida for√ßa quando a Brit√Ęnia comprou a licen√ßa de uso da marca, em 2007. Ent√£o, a Philco trouxe para o seu portf√≥lio chapinhas resistentes e com seguran√ßa.

 

MALLORY

Alma brasileira e essência espanhola, a Mallory é uma empresa local que foi adquirida pelo grupo espanhol Taurus, há quase 20 anos atrás, e é um dos braços da companhia no País. A empresa que possui desde batedeiras e ferros de passar, até ventiladores e ferramentas, sem falar nos produtos de beleza como as chapinhas, secadores e modeladores, segue em expansão. Seu crescimento é tanto de tamanho em espaço físicos, quanto de novos e inovadores produtos. De olho nas tendências do mercado da beleza, a Mallory continua explorando bem esse segmento, desenvolvendo novos produtos e ganhando um espaço ante outros gigantes.

 

PHILIPS

Fundada em 1891, a Philips √© uma das marcas mais antigas desta rela√ß√£o. Ela surgiu na cidade de Eindhoven, na Holanda, como uma f√°brica de l√Ęmpadas incandescentes e, hoje, se tornou revolucion√°ria. A Philips possui tr√™s divis√Ķes de neg√≥cios: a primeira √© no segmento de ilumina√ß√£o, o qual segue como refer√™ncia; o segundo na √°rea de sa√ļde; e o terceiro foco √© em produtos para cuidados pessoais, como as chapinhas. A Philips √© uma empresa de muita confian√ßa no Pa√≠s pelos seus bons por aqui: chegou em 1924 e se manteve firme, forte e em crescimento por todos esses anos.

 

BABYLISS PRO

Uma marca que vem ganhando bastante espaço no mercado da beleza é a BaBylissPRO. Ela está entrando em espaços que pertenciam a marcas mais famosas. A marca é uma subsidiária indireta da empresa Conair e surgiu há mais de 50 anos. No Brasil, a empresa Roger é licenciada para distribuir oficialmente produtos dessa marca para pessoas ou pontos de venda físicos e digitais, como sites de compras. Além das chapinhas, a marca também detém secadores, modeladores e máquinas de corte. Alguns de seus produtos são novidades no ramo, o que só acelera o reconhecimento da marca com o passar dos anos

 

Fatos interessantes

Como e onde surgiu a primeira chapinha?

Apesar da moda de cabelos lisos estar em alta nos dias atuais, ela n√£o surgiu h√° pouco tempo. Na Antiguidade, para deixar os cabelos lisos, banha de porco, sebo e √≥leo de peixe eram algumas das mat√©rias-primas utilizadas no processo de alisamento. Com a chegada do s√©culo 18, o m√©todo se tornou as lavagens capilares com √©ter e √°cido sulf√ļrico. No s√©culo seguinte, foi descoberto o que o calor poderia fazer pelas madeixas. As toalhas molhadas em √°guas extremamente quentes eram usadas; tamb√©m surgiram as primeiras “chapinhas r√ļsticas‚ÄĚ, a partir de barras de ferro aquecidas.

Contudo, foi apenas em 1906 que surgiu a rela√ß√£o entre o material e a eletricidade, atrav√©s de um pente el√©trico criado pelo engenheiro Simon Monroe. Poucos anos depois, em 1909, outro engenheiro, Isaak Shero, desenvolveu uma chapinha do tipo “flat iron”, que lembrava uma pin√ßa enorme e era esquentada no fogo. Para acertar a temperatura, as mulheres tinham que testar diversas vezes. N√£o foi um grande furor na √©poca‚Ķ Foi apenas nos anos 80 que a chapinha como conhecemos hoje foi realmente criada e virou uma grande febre, literalmente ‚Äúfazendo a cabe√ßa das mulheres‚ÄĚ e causando o alisamento em massa.

 

Como escolher o seu protetor térmico

Chapinha Taiff Ion

Chapinha Taiff Ion

Mesmo que as chapinhas atuais possuam tecnologia para diminuir as chances de diversos danos capilares, o protetor t√©rmico continua sendo extremamente importante, especialmente se voc√™ alisar o cabelo com frequ√™ncia. Visando a prote√ß√£o da fibra capilar, √© necess√°rio usar um protetor t√©rmico. Eles possuem diversas especificidades: hidrata√ß√£o, anti-frizz, durabilidade de penteados e efeito liso por mais tempo. Existem produtos espec√≠ficos para chapinhas, secadores e babyliss, ent√£o tenha em mente para qual m√©todo Tanto em creme, quanto em spray s√£o excelentes op√ß√Ķes para conseguir o efeito desejado.

 

LED, uma grande novidade

A luz de LED é uma nova tendência na tecnologia de alisamento.A promessa é de cuidar dos fios enquanto alisa, principalmente os mais danificados. A tecnologia também possui uma ação antibacteriana nos cabelos. Também é uma aposta ideal para cabelos coloridos ou com química, especialmente pela forma de tratamento.

 

Não aplique óleos antes

O √≥leo n√£o √© a melhor op√ß√£o para hidratar os fios, podendo at√© mesmo estragar o cabelo. Juntar o calor da chapinha com o √≥leo vai fritar o seu cabelo. Por isso, refor√ßamos que o uso de protetor t√©rmico segue sendo a melhor alternativa para a sa√ļde capilar.

 

Como ter um melhor resultado no alisamento

  1. Lavar o cabelo antes de usar a prancha. A oleosidade do cabelo suja pode prejudicar os fios, pois “frita” o cabelo.
  2. Aplicar o protetor térmico: protege o cabelo do aquecimento e garante uma maior durabilidade do efeito da chapinha
  3. Passe no cabelo seco: sim, é a melhor opção, mesmo que algumas chapinhas possibilitem a opção de passar com ele molhado.
  4. Divida as mechas antes de começar: separe em pelo menos quatro partes e começa pelos de trás, por fim as laterais e topo da cabeça.
  5. Deslize com calma e de cima para baixo, nunca o contr√°rio.

 

Perguntas frequentes - FAQ

A chapinha danifica o cabelo?

Quando usada de maneira correta, como dissemos aqui, n√£o. Tudo depende de voc√™ usar a melhor prancha para o seu cabelo e associ√°-la com outros bons produtos capilares, desde os protetores t√©rmicos at√© as hidrata√ß√Ķes posteriores.

Pode passar chapinha quantas vezes por semana?

Fazendo o uso de modo certo e sem notar danos aos fios, pode usar até mesmo diariamente.

Por que meus fios ficam ‚Äúespigados‚ÄĚ?

Isso ocorre quando o cabelo possui altos níveis de queratina, geralmente em fios mais grossos. Para evitar, utilize produtos termoativados feitos com silicone, porque ele protege os fios.

Posso passar a chapinha mais de uma vez?

Sim, mas sem exageros. Quanto mais você passar, mais calor você estará colocando no cabelo. Há um senso comum de que o máximo seja três vezes, porém atenção à temperatura e ao tipo de material, já que isso faz diferença.

Como n√£o deixar as pontas feias?

O segredo é simples: não finalize o cabelo com as pontas retas. Opte por virar o cabelo, seja para dentro ou para fora. Ao final, use um reparador de pontas também.

Como passar chapinha na franja?

O efeito, nesse caso, é o contrário do explicado na pergunta anterior. Ao invés de virar o cabelo, termine puxando a chapinha de maneira reta. Ao virar, você pode acabar com um efeito de topete.

Existe uma técnica para não marcar o cabelo?

Sim, basta fazer movimentos cont√≠nuos, sem interromper o deslize no meio da mecha. Se voc√™ parar, ele vai ficar com essa marca√ß√£o. Caso aconte√ßa, repita desde o in√≠cio da mecha, mas sem ultrapassar o n√ļmero de tr√™s repeti√ß√Ķes.

Crianças podem usar chapinha?

Não. Não apenas pela questão do manuseio oferecer diversos riscos como choques e queimaduras, mas também porque a fibra capilar de uma criança é diferente da de um adulto.

Por que a chapinha n√£o dura no cabelo?

Alguns dos motivos mais comuns são fios oleosos, pois eles ficam pesados e isso reduz a durabilidade. Também, para cabelos mais cacheados, é ideal que ele seja seco antes, de preferência com um secador de cabelos.

Como fazer a limpeza da chapinha?

O primeiro passo √© buscar essa informa√ß√£o no manual de instru√ß√Ķes. Caso n√£o possua mais ou n√£o tenha especificado, tente da maneira mais simples. Umede√ßa uma toalha com √°gua e sab√£o neutro, esprema o excesso e passe nas pranchas. Depois da limpeza, n√£o a utilize at√© ter certeza de que ela est√° totalmente seca.

Deixe uma resposta